Transição capilar requer cuidados para o cabelo crescer saudável e forte

banner blog

“Debaixo dos caracóis dos seus cabelos. Uma história pra contar…” é o trecho de uma famosa canção de Erasmo Carlos e Roberto Carlos e retrata a beleza dos cacheados, que merecem um cuidado todo especial para manter o brilho, a maleabilidade e a saúde dos fios.

Uma alternativa que vem sendo muito procurada tanto por homens como por mulheres que querem reavivar os cachos é a transição capilar, período em que o cabelo natural cresce sem os alisamentos e outros procedimentos químicos,  com o objetivo de exibir os fios em sua formatação original: ondulada, cacheada ou crespa.

A profissional Valéria LaPaz, do Salão Werner Coiffeur, que tem unidades de atendimento no Shopping da Ilha e no Renascença, contou que para que os fios cresçam saudáveis e fortes e voltem a forma natural é importante realizar cortes com frequência. “Orientamos que seja feito um corte para tirar a química antiga, inclusive, há várias opções para quem deseja mudar de forma gradativa e ainda para as mulheres que querem radicalizar, como o ‘big chop’, corte que tira praticamente toda a química”, contou.

Foto 2 - Transição capilar. Foto Divulgação
Transição capilar é alternativa para ter cabelos livres de química.

A fase de transição pode durar de alguns meses até anos e requer tratamentos diferenciados. “No salão temos linhas voltadas para essas clientes e profissionais especialistas nesses cuidados, que orientam sobre o tratamento adequado. É importante destacar ainda que a ida ao salão é importante para acompanhar o desenvolvimento do cabelo”, completou.

Entre os desafios da transição está a aceitação do visual, já que o cabelo passa a ter texturas diferentes. Neste caso, é importante contar com boas técnicas de texturização dos fios, como a fitagem estruturada, o dedoliss, o twist, os coquinhos, o uso do acessório bigudins, entre outros. O uso de penteados como tranças e coques também é uma alternativa para quem não deseja cortar o cabelo no estilo big chop.

Outro ponto sensível é que os fios estão mais fragilizados e apresentam ressecamento e quebra. Uma outra boa dica é fazer cronograma capilar completo com as fases de hidratação, nutrição e reconstrução dos fios é sempre uma boa pedida.

A estudante universitária, Fátima Nunes, há dois anos resolveu fazer a transição capilar. Nesse período abriu mão do alisamento e utilizava apenas a chapinha até que o cabelo ficou totalmente livre da química e voltar aos cachos natuarais. “Como não queria cortar o cabelo para tirar o alisamento, essa foi a minha alternativa”, explicou. Hoje com o cabelo completamente cacheado diz que foi libertado ter feito a transição capilar.

Foto 1 Transição capilar. Foto Divulgação
Cabelos em transição precisam de cuidados diferenciados.

 

Dicas para transição capilar

– Corte periódicos ou big chop, corte bem curto e que retira grande parte da química

– A medida em que o cabelo cresce fazer texturização dos fios

– Acompanhamento de especialistas na área

– Fazer cronograma capilar, com suas fases de hidratação, nutrição e reconstrução

– Manter o amor próprio e praticar a autoaceitação

(Visited 9 times, 1 visits today)

Deixar uma resposta